ProfiCiência - informação sobre profissões em ciência Conheça as carreiras científicas

Exames nas áreas de Matemática, Física e Química revelarão talentos e distribuirão bolsas integrais para cursos de graduação. Para concorrer, alunos também devem ser aprovados pelo Vestibular 2012 ou ENEM 2011

O Centro Técnico Científico da PUC-Rio (CTC/PUC-Rio), por meio dos Departamentos de Física, Química e Matemática, acaba de abrir inscrições gratuitas para as provas "Desafios 2011". A iniciativa acontece pelo quarto ano consecutivo e é destinada a alunos que queiram seguir uma das três carreiras. As provas exclusivas de cada matéria acontecerão nos dias 15 e 16 de outubro e os dois melhores colocados em cada uma receberão bolsa integral para estudar na PUC-Rio, nos cursos de graduação. As inscrições se encerram no dia 10 de outubro.

As provas "Desafios 2011" visam a descobrir e aperfeiçoar jovens talentos focados em cada uma das disciplinas. As inscrições devem ser feitas por meio do site http://www.puc-rio.br/desafios/ e os candidatos podem se inscrever em quantas provas quiserem. Para ter direito à bolsa, os alunos também devem ser aprovados no Vestibular 2012 em uma das três carreiras ou no ENEM 2011.

Os exames seguem o mesmo padrão adotado nas olimpíadas nacionais, com exercícios desafiadores e dinâmicos. O CTC/PUC-Rio está em busca de alunos com elevado potencial: competitivos, estudiosos e dispostos a enfrentar - e se destacar - em uma das três exigentes carreiras. Os bacharelados de Física, Matemática, e Química do CTC/PUC-Rio conquistaram nota cinco (5) na avaliação do Enade 2005/2006 e também nota máxima (cinco estrelas) no Guia do Estudante 2008.

Além das bolsas integrais, os vencedores das provas "Desafios 2011" poderão receber benefícios adicionais - dependendo do desempenho acadêmico -, como bolsas decorrentes de convênios com a iniciativa privada e projetos de Iniciação Científica. Além dessas oportunidades, cada curso dispõe ainda de uma bolsa integral adicional para medalhistas nas respectivas Olimpíadas Brasileiras de Física, Matemática e Química, independentemente do candidato ter participado ou não da prova "Desafios 2011". 

Ganhadores de 2010 têm participação acima da média 

Na Matemática, o jovem Matheus Secco, 19 anos, hoje no segundo período, participou das provas do Desafio de Matemática e Química, em 2010, e ganhou medalhas de ouro e prata, respectivamente, o que lhe garantiu a bolsa. Em 2011, resolveu participar daInternational Mathematics Competition for University Students 2011 (IMC), realizada em julho deste ano, e voltou com uma das cinco medalhas brasileiras de prata da competição.

O destaque da Química fica por conta do estudante Wilian Augusto Cortopassi Coelho, de 21 anos, mineiro, que trocou dois anos de estudo no Instituto Militar de Engenharia (IME) pela PUC-Rio, depois do primeiro lugar na prova Desafios 2010. O estudante já trabalha com modelagem molecular para fármacos e conquistou o Prêmio High-Tech na 34ª Reunião anual da Sociedade Brasileira de Química (SBQ) pelo painel "Estudos por modelagem molecular de potentes candidatos a inibidores do receptor do fator de crescimento epidérmico".

Na Física, os dois premiados em 2010 estão satisfeitos com os resultados deste primeiro ano de universidade. Simon Rozenberg Travancas, de 18 anos, está cursando o segundo período de Física, na turma A, destinada especialmente aos melhores colocados e bolsistas do Vestibular 2010, com aulas diferenciadas, provas mais difíceis e uma turma menor, de apenas 15 a 20 alunos. Simon, que pretende seguir as áreas de pesquisa e docência, já é monitor da disciplina de Mecânica Newtoniana, que é a base de grande parte da Física.
 

Na mesma turma, Leonardo Chataignier Moreira da Rocha, de 19 anos, está realizado com o curso, que atendeu suas expectativas de qualidade.  Com a intenção de seguir carreira acadêmica, hoje, já está com um projeto de iniciação cientifica em Física de Partículas (área que busca entender os constituintes fundamentais da matéria) e em breve poderá colaborar em trabalhos para o CERN, o maior laboratório de físicas de partículas, localizado na Suíça.