ProfiCiência - informação sobre profissões em ciência Conheça as carreiras científicas
Já estão abertas as inscrições para a quarta edição do Prêmio Respostas para o Amanhã. Iniciativa da empresa Samsung, o concurso visa incentivar estudantes de nível médio de escolas públicas de todo o país a aplicar conceitos de ciências da natureza e matemática, por meio do desenvolvimento de projetos que ajudem a melhorar as comunidades em que vivem. Os interessados têm até 14 de agosto para se cadastrar na seleção pelo site www.respostasparaoamanha.com.br.

Para participar, professores e alunos devem criar um trabalho prático que mostre como os conteúdos da disciplina pode contribuir para o desenvolvimento do projeto. Podem se inscrever no concurso professores de biologia, física, química e matemática ou outras disciplinas relacionadas às áreas das ciências da natureza e da matemática e suas tecnologias. É preciso que o educador lecione no ensino médio, em escolas públicas das redes municipais, estaduais ou federal.

Na edição de 2016, só no Brasil, o prêmio recebeu mais de 2 mil inscrições. Cerca de 37 mil alunos, sob a orientação de aproximadamente 2.600 professores foram mobilizados. Somadas as três edições anteriores do concurso, realizadas entre 2014 e 2016, mais de 67 mil alunos da América Latina, orientados por cerca de 7.100 professores, inscreveram mais de 5.900 projetos. Além do Brasil, participaram da iniciativa Argentina, Chile, México, Panamá, Paraguai, Peru e República Dominicana.

O concurso oferece premiações em três categorias: vencedores regionais, vencedores pelo júri popular e vencedores nacionais. Uma comissão julgadora, constituída por especialistas em educação, selecionará os melhores trabalhos apresentados no concurso. Todos os classificados receberão um certificado de participação no prêmio. 

Na categoria vencedores regionais, serão selecionados os 25 melhores, de cada uma das regiões do país. Eles ganharão um notebook para a escola e um selo de vencedor regional da edição do prêmio. Na categoria vencedores pelo júri popular, serão escolhidos apenas cinco, um de cada região do país. A eles será entregue o troféu "Projeto Vencedor pelo Júri Popular". Na categoria vencedores nacionais, serão selecionados apenas cinco. Eles receberão dois notebooks Samsung - um para o professor e outro para o diretor - e tablets da marca para cada aluno da sala, além de troféu de Vencedor Nacional e medalha.

Para a realização do concurso, a Samsung conta com a coordenação geral do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária - Cenpec, uma organização da sociedade civil, sem fins lucrativos, criada em 1987, cujo objetivo é o desenvolvimento projetos e pesquisas voltados à melhoria da qualidade da educação pública e ao aprimoramento da política social. A empresa tem também o apoio da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), da Organização dos Estados Ibero-americanos (OEI), do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) e da Rede Latino-americana de Organizações Sociais para a Educação (Reduca), entre outros parceiros. 

"Os esforços globais de cidadania da Samsung abrangem uma variedade de áreas que incluem assistência social, cultura, artes, serviços voluntários, educação e proteção ambiental", explica Helvio Kanamaru, gerente sênior de Cidadania Corporativa da Samsung América Latina. "No Brasil o nosso foco é a educação. O prêmio Respostas Para o Amanhã traduz bem esse nosso compromisso. No ano passado, a ETEC Eng. Agrônomo Narciso de Medeiros, em Iguape (SP), por exemplo, criou um projeto que visa gerar renda para a comunidade indígena da aldeia Itapuã-Tupi Guarany, localizada no Vale do Ribeira, a partir do cultivo e da comercialização de palmitos. A proposta ajuda em um meio de subsistência dos índios, além de preservar as áreas desmatadas da aldeia. Algo completo e integrador, assim como a Samsung é em seus mercados de atuação", acrescenta Helvio.

Para Maria Amábile Mansutti, coordenadora técnica do Cenpec, o diferencial do concurso é a sua proposta pedagógica integradora, que, além de engajar todos os alunos e alunas da classe, pretende valorizar a prática dos educadores e gerar benefícios para a comunidade em que as escolas estão inseridas. "É um programa que proporciona uma educação conectada com a realidade e mostra aos estudantes resultados concretos originados por seus projetos, baseados totalmente no aprendizado que obtiveram em sala de aula", afirma. Mais informações sobre o concurso em www.respostasparaoamanha.com.br.